Categorias
backup configurações procedimentos Windows

deletei por engano a pasta “Meus Documentos”

Panico: Deletei por engano a pasta Meus Documentos. Procedimentos, reflexões, cuidados, soluções. Carinho.

undelete
undelete

Deletei por engano a pasta “Meus Documentos” (FV)! O que fazer?

Muito bem… Nestes casos, o mais importante é resumido no lema do comandante do Krusky (submarino russo): Nada de Panico!

As primeiras perguntas, como diz THL tendem a aborrecer os envolvidos por aparentar deboche! Prefiro entender que traba-se de procedimento padrão que precisa ser verificado sempre! Aborrecendo, ou não, preciso perguntar.

De qual ambiente estamos falando? Parece ser Windows, mas qual? XP, Win7, etc… (Win7 x86). De que volumes estamos falando? Tamanho do disco, tamanho da memória, etc. Isso porque tanto os produtos como os procedimentos mudam de acordo com estes parametros básicos! Além disso, a tendencia de “procurar o item perdido no lugar iluminado, somente por estar iluminado, é sempre grande!” Veja mais sobre “Pedir e Obter Ajuda!

Conte-nos mais sobre o problema. O que aconteceu? Qual é o ambiente que você esta usando? Quais são as suas prioridades? Procure separar bem “a dor e o conforto”! Urgente e Importante!

Um primeiro lugar a olhar é a Lixeira. Óbvio, sim! Mas é importante analisar com cuidado a solução. Se de um lado podemos tê-la esvaziado recentemente (após, a deleção involuntária), de outro lado, ela pode estar lotada requerendo cuidados ao selecionar o que queremos recuperar.

Ainda sobre a Lixeira, é preciso lembrar que não estar na lixeira não significa que não está no disco.

No caso do Windows 7, veja  Recursos de Segurança!  Novo recurso do Win7 que precisa ser configurado e ativado para ser realmente util. Porque será que ele vem desativado no Windows 7??

Backups. Não, não vou perguntar sobre isso! A estrutura que você mantem, não funcionou neste caso? É uma hora de rever os parametros deste procedimento. Quais recursos preservar? Periodicidade? etc. Claro, é sempre doloroso descobir nestas situações que a cópia preservada não conseguiu ser “restaurada”! Por isso, o lema de que o backup somente termina na restauração.

Entre os produtos disponíveis (veja artigo com uma lista) para restaurar pastas/arquivos eliminados por engano, veja :

Ao lidar com estes produtos, recomenda-se cautela para não propagar os danos e impedir correções que outros procedimentos poderiam conseguir. Carinho é fundamental. Em geral, ele vai mostrar mais do que você não quer ver (arquivos temporários que “não me interessam”) e menos do que você quer ver ( aquela última versão do seu texto).

Lembre-se que a penúltima versão, ou mesmo a anterior ainda, é melhor do que nada. Ao alejado é preferivel preservar a muleta do que revidar a ofensa quebrando-a na cabeça do agressor.

Uma dica: Os arquivos e pastas na Lixeira (ou no limbo) podem estar com nomes e lugares diferentes do que você está acostumado. “O caos é a norma! A harmonia é uma anomalia passageira!”

Opções comerciais são ótimas, mas são dependentes das habilidades do usuário. O carinho com que o usuário trata a questão é que faz a diferença.

Para casos extremos, use um Live CD com o Hirens! Este pacote de utilitários tem alguns programas para tratar a questão! A vantagem aqui é de tentar preservar o HD de gravações indesejadas, reduzindo as chances de restauração dos itens desejados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.